30 de dez de 2011

Tradições do ano novo

O Oshogatsu( Ano novo) é muito importante para os nipônicos. A preparação para esta celebração começa no mês de dezembro, que no calendário lunar japonês, é chamado de "shiwasu", já o último dia do mês é chamado de "misoka e o último dia do ano de "ômisoka".

A passagem de ano é, sem dúvida, a data mais importante no calendário japonês, festejada com prática tradicionais que se prolongam por vários. Interessante é o forte cunho religioso incorporado, como um momento sagrado na vida de cada indivíduo e por tal razão desencadeando vários costumes rituais. A começar pelo "osoji", a faxina geral que deve ser feita até o fim do ano, cujo sentido não é só de limpeza do espaço físico mas também espiritual. Oshogatsu é o marco zero para a renovação e recomeço.

A volta ao furo-sato, terra natal, passa oshogatsu com os familiares, também dá uma mostra do quão relevante é a data. Os meios de transportes entre as províncias alcançam o pico máximo de passageiros, sendo difícil conseguir passagens para os dias do começo e fim do fuyu-yasumi, o feriado de inverno, a não ser com boa antecedência, e as estradas ficam completamente congestionadas.

Observando a maneira como os japoneses comemoram a passagem do ano, podemos compreender muito da filosofia de vida desse povo. Ainda há tempo para se misturar à multidão que visita os templos e imitá-los em seus rituais, renovando o espírito para o novo ciclo em nossas vidas.

Passagem de Ano

Para os buditas, à meia-noite há a cerimônia religiosa Joya-no-Kane, que consite em 108 badaladas dos sinos dos templos japoneses para comemorar a passagem para o Ano Novo. Os japoneses acreditam que estas badaladas servem como uma despedidas das aflições que sofreram no ano anterior.
Muitas famílias passam o Ano Novo assistindo o Kohaku Utagassen, programa musical com cantores famosos e que já se tornou uma tradição no Japão.

Há também os que vão ver o primeiro nascer do sol do dia 01 de janeiro( Hi no dê).

Toshikoshi sobá- Macarrão saboreado na passagem do ano. 

Na véspera do Ano novo, as famílias se reúnem para comer sobá( macarrão de trigo sarraceno), que neste caso é chamado de Toshikoshi-sobá- literalmente macarrão da passagem de ano.

Esse costume começou no período Edo( 1603-  1867), quando as pessoas acreditavam que sobá ajudava a atrair dinheiro. Hoje em dia este macarrão, por ser fino e longo, simboliza longevidade, pois lembra barba e cabelos brancos dos deuses da longa vida. Além disso, o soba tem o mesmo som da palavra japonesa que significa perto- ou seja, indica a proximidade do Ano Novo.

Osechi ryori- Refeição dos 3 primeiros dias do ano

Com uma história de cerca de 650 anos, o osechi ryori originalmente eram os pratos que serviam durante os festivais como uma oferenda aos deuses. Atualmente, é a refeição especial que os japoneses saboreiam nos três primeiros dias do ano( sanganichi).

Diversas iguarias são preparadas e dispostas artisticamente em conjunto de caixas de laca, geralmente em quatro camadas. Embora com diferenças regionais, o conteúdo básico é o mesmo e inclui plices adocicado( tsukemono), peixe defumado e outras delícias. Cada prato simboliza algo relacionado com boa sorte ou felicidade.
Como é trabalhoso prepara pessoalmente os pratos, hoje em dia se compra o osechi ryori pronto em qualquer loja de departamento.
Hatsumode

A primeira visita a um templo budista ou santuário xintoísta no Ano Novo.

Muitos japoneses costumam acordar cedo no dia 1 de janeiro e aproveitar melhor o feriado. O objetivo da visita é rezar por saúde e felicidade no ano que está se iniciando. Algumas pessoas deixam para fazer essa peregrinação no decorrer da primeira semana de janeiro, sendo que os principais santuários do Japão recebem milhões de visitantes nos três primeiros dias do ano.
Mas não é só pra rezar que vai ao jinja ou otera, o hatsumode não deixa de ser também um diversão, em que as jovens se vestem com coloridos quimonos e passeiam acompanhadas de familiares, amigos ou namorados.
Kakizome- Primeira caligrafia do ano

Geralmente no dia 2 de janeiro, muitos japoneses pegam um papel branco fino e escrevem cuidadosamente, com pincel japonês( fudê) e tinta nanquim, um poema ou uma frase clássica, por exemplo uma lema ou resolução para o ano novo.
Anualmente é realizado um tradicional concurso de caligrafia durante um dia do shogatsu  em alguns  ginásios, onde participam da disputa cerca de milhões de pessoas
Hanetsuki- Jogo de peteca

Uma brincadeira tradiciona, mas que já não é tão praticada quando antigamente, é o hanetsuki. As meninas vestidas de kimono jogam peteca com raquetes de madeira com belos desenhos ( o hagoita). Quem deixar cair a peteca recebe, como punição, uma pincelada de nanquim no rosto, de maneira jocosa.
 
Hyakunin Isshu

Jogo de cartas típico do Ano Novo. As cartas têm impressas uma coleção de 100 famosos waka( poema clássico no formato tanka, 31 sílabas). São dois conjuntos de cartas: um com os poemas e outros com apenas as últimas 14 sílabas dos mesmos poemas.

A medida que o narrador lê um poema do primeiro conjunto de cartas, os jogadores devem escolher do outro conjunto a carta que completa o poema. Ganha quem apanhar mais cartas.
 
Otoshidama- Presente em um dinheiro dado às crianças

Ansiosamente aguardado pelas crianças japonesas, o otoshidama é o presente em dinheiro que pais e parentes dão no Ano Novo às crianças, para que elas possam comprar algo que desejam. A importância dada por variar de 1.000 a 10.000 ienes (R$ 25,00 a R$ 250,00). Talvez devido à redução do número de crianças no Japão, esse valor vem crescendo gradativamente.

Aprenda à desejar felicidades no Ano Novo em japonês:

  • Kinga shinnen- Desejo-lhe um próspero Ano Novo;
  • Akemashite omedetou gozaimasu- Parabéns pela passagem do Ano Novo;
  • Tsutsushinde shinnen no oyorokobi o moushiagemasu- Estou transmitindo minha alegria pela passagem do Ano Novo;
  • Shinshun no Goshukushi o Moushiagemasu- Desejamos prosperidade no Ano Novo;
  • Gashou- Uma expressão que saúda o Ano Novo;
  • Geishun Uma expressão que dá as boas vindas ao Ano Novo;
  • Shinnen- Ano Novo.
Fonte: japaoonline

29 de dez de 2011

Os diferentes cortes de cabelo japoneses

Diante da enorme diversidade de cortes e colorações dos cabelos japoneses, é impossível não se perguntar como são os salões de beleza no arquipélago.

Os jovens com corte black power ou cabeleira rosa podem até causar uma surpresa em quem guarda a imagem imutável do japonês de cabelos lisos e pretos. Mas bastam poucos dias em Tóquio para se surpreender.

Os japoneses cuidam tanto de sua aparência, principalmente de seus cabelos, que parecem frequentar diariamente o cabeleireiro. Copiando ídolos do J-POP ou seguindo estilo próprio, uma legião de anônimos produzem uma intensa profusão de cores e penteados na metrópole.

A diversidade de salões começa com os pequenos estabelecimentos de bairro, passa pelas redes de cabeleireiros com cortes para lá de baratinhos e chega até locais com atendimento vip e ambiente de extremo luxo. Independente do porte e preço, eles convivem amigavelmente porque os clientes têm perfis diferentes. Portanto se você gostaria de experimentar algum estilo japonês no seu cabelo, não esquece de procurar algum cabeleireiro conhecido, quando você for por lá!


Incenso

Senkô é o bastão de incenso que de acordo com o costume japonês, é posto para queimar diante do altar familiar e sempre durante as orações em reverência ao falecido ou nos serviços funerais.

No Japão existe a tradição do kodô que, literalmente significa "caminho do inceso" que consite na prática estética da queima do incenso. É uma forma agradável capaz de desenvolver um senso refinado ao cheiro bem como cultivar a tranquilidade mental. Ao mesmo tempo é considerado hospitalidade receber o convidado com o ar perfumado pela queima de incenso. Por exemplo, frequentemente, o incenso é queimado pelos praticantes do chadô (cerimônia do chá) antes da entrada dos convidados à sala do chá
Fonte:  fjsp.org.br

Máscaras

Foto: AFP
Máscaras esterelizadas, como os que você vê nos hospitais, são frequentemente usadas por engravatados, executivos(as), trabalhadores...tudo para proteger as outras pessoas de seus germes.
Bastante razoável quando se pensa, as máscaras não protegem tanto o usuário, mas sim as pessoas que o rodeiam. A razão para usá-las pode ser qualquer coisa, desde um rápido resfriado, mas eles estão preocupados a não expor as outras pessoas; não deixe de considera isso, se você for ao Japão. 
Mas e ai, você acha que essa mania, vamos dizer educada de se preocupar com o próximo usando as máscaras, pegaria aqui no Brasil? Eu particularmente acho estranho, mas claro como seria para proteger a saúde do próximo, seria totalmente a favor.

26 de dez de 2011

Kitsune


Kitsune é o termo japonês para raposa. Raposas são um assunto comum no Folclore Japonês e, muitas vezes, é associado às raposas de várias caudas das lendas.
Raposas e seres humanos tem vivido próximos desde o Japão antigo; esta convivência deu origem a lendas sobre essas criaturas. Kitsunes são associadas com a figura do Deus Xintoísta, Inari, servindo como suas mensageiras. Esta função reforçou o significado sobrenatural da raposa. A qualidade física mais notável da Kitsune são suas caudas, elas adquirem uma cauda a cada cem anos — assim, quando completam um milênio de vida, chegam a nove caudas e seu pelo muda para prateado ou dourado. As lendas falam também que, ao chegar as nove caudas, as kitsunes ganham o poder de ver e ouvir tudo na face da Terra, se tornando onicientes.


Príncipe Hanzoku aterrorizado por uma raposa de nove caudas.
Impressão por Utagawa Kuniyoshi, do século 19.


Existem duas classificações comuns de kitsune. A zenko (善狐), que são raposas benevolentes, celestiais associadas ao Deus Inari. Por outro lado, as yako (野狐) tendem a ser mais maliciosas. Tradições locais costumam adicionar mais tipos. Por exemplo, ninko é um espírito de raposa invisível que seres humanos só podem perceber-los quando são possuídos.
A kitsune é, sem duvida, um dos yokais mais poderosos da mitologia japonesa. Uma das suas habilidades mais comuns é a de mudar de forma. Geralmente a de uma jovem e bela mulher, mas há estórias e relatos de kitsunes assumindo outras formas, como um velho, uma criança, ou formas ainda mais fantásticas, como uma árvore de altura incrível ou uma segunda lua no céu.
Outras habilidades sobrenaturais comumente atribuída ao kitsune incluem bocas ou caudas que gerem fogo ou relâmpago, a manifestação voluntária nos sonhos dos outros, vôo, invisibilidade. Alguns contos falam de kitsune com poderes ainda maiores, capazes de manipular o tempo e o espaço, e levar pessoas à loucura. Outras têm características de se alimentar da vida ou o espírito dos seres humanos, geralmente através do contato sexual. Apesar destes poderes, kitsunes tem uma fraqueza em particular: assim como os gatos, as kitsunes tem um medo patológico de cães, e uma vez que eles aparecem, as kitsunes saem correndo.
E pessoas que são filhos(as) de kitsunes não vão ser nessecariamente raposas, mas podem herdar os poderes sobrenaturais destas.



Refêrencias de kitsunes na ficção
E em diversos outros animes podemos ver alusões a essas criaturas, visto que são um dos mitos mais populares. E também existem em jogos, como o personagem Tails, de Sonic the Hedgehog. E em jogos de cartas também, como os Legend of the Five Rings, Magic The Gathering, etc.


23 de dez de 2011

Natal no Japão

Esta semana como todos sabem os cristão comemoram o natal, nascimento de Jesus. No Japão até que o natal é comemorado, mas de uma forma um pouco diferente.

O motivo para não ser celebrado como em outros países é porque a grande maioria da população é budista ou xintoísta. Mas mesmo assim é comum encontrar decorações natalinas que são espalhadas por várias cidades japonesas e ainda os japoneses aderiram a tradição ocidental de dar presentes.

Eles consideram o natal como sendo uma data romântica, semelhante ao dia dos namorados. Pois é normal comprar presentes para a pessoa amada. Em vez de fazer a reunião em família, eles preferem um jantar a dois. Mesmo que eles entendam o espírito do Natal diferentemente de nós, eles não iriam perder a chance de comemorar da forma deles. E até porque o próprio dia do natal para eles não é feriado, como para nós.

E durante a semana de Natal é muito comum as lojas prepararem bolos especialmente para a ocasião, para que eles sejam vendidos como presentes. 

Fonte: ecamideipu

21 de dez de 2011

Assombrações - YUREI

Yurei é a palavra japonesa que corresponde a "fantasma". Os japoneses acreditam que os humanos tem uma alma espírito( em japonês conhecida como reikon). E quando a pessoa morre, se não tiver um funeral apropriado( principalmente se for assassinada ou cometer suicídio) a alma da pessoa será transformada em Yurei( fanstama). E o Yurei só deixará a terra quando tiver um funeral apropriado. Mas nos casos onde o Yurei fica preso a terra é justamente por causa de um forte sentimento, vingança, amor, ódio, inveja ou tristeza, e ele só descansará em paz se esse "conflito" for resolvido.

Yurei podem ser classificados em:

-Onryo: que procuram por vingança;
-Ubume: que são fantasmas de mães que morreram no parto ou antes de seus filhos que voltam para tomar conta da criança;
-Funayurei: que são aqueles que morreram no mar, entre outros...




Passamos a conhecer um pouco mais sobre essa "cultura fantasmagórica" japonesa, depois que os americanos fizeram o remake de alguns filmes japoneses como "O chamado", "O grito" entre outros. E claro por sempre alguns animes, mangás e doramas abordarem o assunto.

As características de um Yurei é diferente da visão que temos de um fantasma, que seria um lençol flutuando...pra eles yurei usam roupas brancas, principalmente kimono branco de funeral ou kimono simples branco, podendo às vezes utilizar uma pequena faixa branca na cabeça com um triângulo, cabelo preto liso(típico oriental, longo e solto) e frequentemente acompanhado de chamas flutuantes nas cores azul, verde ou roxo.

Infelizmente passamos batido, mas só pra lembrar o mês de Agosto no Japão é a época reservada para se contar histórias de fantasmas, e é exatamente nessa época onde acontecem várias exposições de pinturas antigas com essa temática.
Fonte:facedomedo

18 de dez de 2011

Jankenpon

O Jankenpon que aqui no Brasil é chamado de pedra, papel e tesoura, pros japoneses é uma forma bastante popular para se decidir algo na sorte. É bem parecido com o nosso "par ou ímpar", e para jogar o jankenpon como vocês já sabem é preciso saber de 3 formas básicas: 
Jankenpon
O jogo não é mistério para ninguém, com certeza todo mundo sabe que após falar jakenpon, as pessoas devem mostrar as mãos com uma das formas. Onde a pedra ganha da tesoura, porque pode quebrá-la, a tesoura ganha do papel, porque pode cortá-lo e o papel da pedra, pois pode embrulhá-la. Caso aconteça empate, no Japão eles incluem um detalhe que não costumamos fazer, que é falar "Aikodeshô!", pra depois recomeçar a jogar. 

E eles também utilizam muitas outras regras, mas a mais comum é a do vídeo abaixo, em que o vencedor do jankenpon diz "Acchi muite hoi". Ao dizer "hoi", aponta para cima, para baixo, para esquerda ou para direita e o perdedor deve virar a cabeça para um dessas direções. Se coincidir a mesma direção, a pessoa que apontou com o dedo é a vencedora! Se não, repete-se o jankenpon até que alguém vença:

E até nos animes é comum de se ver, um exemplo abaixo é do anime Bleach, onde o Jinta e Ururu jogaram para decidir quem ia fazer a limpeza:

16 de dez de 2011

Apartamento ( Apaato )

Quem pretende morar no Japão, verá que é muito difícil conseguir alugar um apartamento que seja conveniente quanto ao local, tamanho e preço de aluguel.
Para quem não tem a facilidade de trabalhar numa firma e ter alojamento cedido pela empresa, é bom procurar ajuda com amigos/colegas japoneses ou pessoas que conheçam bem o assunto.
Alguns estrangeiros levam a família inteira para morar no apartamento (entenda-se de 10 pessoas, e todas fora do contrato, obviamente), ou também voltam para o país sem pagar as contas devidas e deixando lixos para trás. Devido a esses e outros inconvenientes e mal-entedindos entre japoneses e estrangeiros, muitas imobiliárias (o Fudoosan-ya), se recusam a alugar apartamentos para estrangeiros.
É aconselhável procurar imobiliárias em companhias de um amigo japonês ou de seu o fiador (hoshounin ou 保証人). Facilmente encontrará imobiliárias e, em muitos bairros, fica perto das estações de trem. Pode também consultar revistas especializadas em imóveis, mas só para quem entende japonês. Quando se encontra um bom apartamento, antes de mais nada, deve-se examinar bem o imóvel e verificar se tudo funciona perfeitamente (luz, água, gás).
Na hora do contrato, é necessário um fiador. E não pode deixar de examinar bem todas as cláusulas do contrato antes de assiná-lo. Normalmente, deve-se pagar o aluguel de um mês de garantia no valor de um a três meses de aluguel que é entregue para o proprietário do apartamento (Ooyasan). Este depósito é devolvido no final do contrato quando o inquilino se retirar do apartamento deixando-o em perfeito estado, não havendo necessidade de fazer reparações de danos causados ou limpeza de monte.
O Reikin, ou luvas, que se paga ao Ooyasan, corresponde a duas vezes o valor do aluguel , que não será devolvido. Além das luvas mencionadas, a imobiliária exige como comissão o valor de aluguel de um mês. A quantia do aluguel varia não só de acordo com a área, mas também pelo fato de ter ou não banheiro. Geralmente o contrato de aluguel é válido por dois anos. Se a pessoa quiser renovar o contrato, deverá pagar novamente o Reikin e terá o aumento no valor do aluguel.
Para anular o contrato, deve-se avisar ao Ooyasan pelo menos com um mês de antecedência.
E em vez de alugar apartamento, há também a possibilidade de morar numa pensão. No Japão, especialmente em grandes cidades, há várias casas com pensão individual (ou duas pessoas) que têm banheiro e cozinha comuns. Algumas delas são conhecidas como "Guest House", onde geralmente convivem só os estrangeiros.

O que não se deve fazer
Barulho;
Morar com namorado(a) em geral não é opção no Japão, e os japoneses em geral não alugam apartamento caso os dois não estejam casados;
Morar gente escondida: Isso é ilegal. Apenas os nomes que constam no contrato podem morar no local;
Deixar de pagar a conta: Não faça isso, especialmente se você estiver voltando para o país de origem e quiser dar calote.
Não prestar atenção na coleta de lixo: Lixos queimáveis nos dias de lixos queimáveis, lixos não-queimáveis nos dias certos, garrafas pet’s, latas e vidros também. E se tiver lixo grande, ligar para a prefeitura ir buscar (e pagar o preço devido).

Outras observações
Olhar o estado de manutenção das áreas comuns do prédio;
Verificar como fica o trem em horário de pico;
Verificar nível de barulho, de pessoas andando por perto, se trem vai atrapalhar seu sono, se tem coisas por perto (como supermercado, lojas de conveniência, banco e correio), disponibilidade para estacionar sua bicicleta, proximidade a hospitais, etc.;
Quantidade de luz, segurança, elevadores, número e locação de tomadas, conexão de Internet (se existe fibra óptica, por exemplo), etc.
Infelizmente, existem pessoas de má índole que tentam ficar com o dinheiro do seu depósito. Antes de você se mudar, tire fotos de tudo que você julgar meio estragado: se o tatami estiver gasto, se o parede estiver descascando, se o o vaso sanitário tiver rachadura, etc. E claro, fale com o dono antes de se mudar para deixar claro que já estava lá quando você chegou.

Layout do quarto
No Japão, existe o seguinte sistema de letras:
1 Room: Um quarto
1K: Um quarto e uma cozinha
1DK: Um quarto, uma sala de jantar e uma cozinha (“Dining” e “Kitchen”; podem ser juntos)
1LDK: Um quarto, uma sala de estar, sala de jantar e cozinha (tem o “Living” também)
2LDK: Dois quartos e o restante


Fonte: andrekhorie e IEJ

15 de dez de 2011

A Lenda sobre a criação do Japão

Conta uma lenda escrita no mais antigo livro do Japão o Kojiki, que no princípio do mundo o céu e a terra separaram-se entre eles surgindo o 'Takama-no Hara' (Terra dos Deuses), e foi a partir dai que nasceram diversas divindades que passaram a habitar o território sagrado.

A terra ainda não estava solidificada mais parecia-se a um pantanal de lodo, onde cresciam arbustos e ervas daninhas. E em meio a tudo isso, nasceram outros deuses e entre eles o casal 'Izanagui e Izanami', criadores do arquipélago japonês.

Um determinado dia, o Deus do Céu, (Amatsuagmi) deu a 'Izanagui uma arma enfeitada e confiou-lhe a tarefa de criar o Japão. Então, 'Izanagui' e sua esposa 'Izanami' dirigiram-se para a 'Ponte do Ceú' e no meio dela pararam para observar a terra viscosa lá em baixo.

Logo Izanagui esticou o braço e enfiou sua arma sagrada dentro da lama remexendo-a. Quando retirou a arma caíram algumas gotas de lama da ponta, que logo cristalizaram-se em sal e por sua vez transformaram-se em uma ilha. 

Vendo a ilha que acabaram de criar, 'Izanagui e sua esposa Izanami atravessaram a 'Ponte do Ceú' e desceram para a terra, onde fizeram um acordo entre si para criar novas ilhas, dando assim origem ao arquipélago japonês.
Fonte: animepro

13 de dez de 2011

Vem aí o #TezukaDay!

No dia 17 de dezembro, sábado que vem, diversos sites e blogs estarão reunidos para falar de Osamu Tesuka, o grande mestre do mangá. Será o dia em que você poderá conhecer um pouco da vida, e das obras deste importante mangaká. Portanto, fique atentos nas informações na página do facebook: tezukaday e claro na programação que estará disponível para todos, como concurso de desenho, fotografia, quiz e sorteio no twitter.

Durante essa semana então, queremos pedir para que todos possa ajudar a divulgar esse evento, utilizando a hashtag #TezukaDay ao falar algo sobre ele no twitter, pois o objetivo geral é conseguir chegar ao Trending Topics! Então vamos ajudar galera! Nós do japancultpopbr iremos com certeza contribuir bastante na divulgação :D, faça o mesmo o/

11 de dez de 2011

Como é o inverno no Japão

No Japão a rotina de inverno vai de dezembro a fevereiro. E o interessante que o frio é rigoroso em praticamente todo o país, devido a massa de ar siberiana, considerada a mais gelada do planeta. Nessa época, é muito comum as pessoas procurarem praticar esportes de inverno, óbvio! como patinar no gelo, esquiar na neve e etc.
Foto 1
Nas ruas pode-se dizer que é um verdadeiro desfile de casacos de pele, botas, luvas,pantufas, gorros e por ai vai. Até mesmo os meios de transportes precisam utilizar por exemplo pneus especiais para que consigam andar com um pouco mais de facilidade  na neve, trens usam um sistema de aquecimento interno e as bicicletas comum de encontrar com luvas no guidão.
Foto 2
Nas casas japonesas, utilizar futons e o kotatsu (Foto 3), que é uma mesa baixa com um aquecedor embaixo é muito comum nessa época do ano. Uma das recomendações que são feitas, é para que todos bebam muito chá verde e comam tangerina, que são frutas que dão no inverno no Japão, que ajudam a combater epidemias de gripe que nessa época é muito comum, pois contém vitamina C.
101508Kotatsu-04.jpg
Foto 3
Foto 4

Live in London 2011 - Novo álbum de MIYAVI


E para quem ainda não sabe, o novo álbum de MIYAVI, Live in London 2011, está disponível para venda oficialmente no Brasil.
É de produção nacional, não havendo frente internacional, nem conversões de valores em dólar ou iene, o que facilitará a compra para os interessados residentes no Brasil. O valor custa entre R$ 24,70 e R$ 29,90.


Sobre o álbum

Título Original: MIYAVI - LIVE IN LONDON 2011
Gênero: Rock
Intérprete: Miyavi
Ano de Lançamento: 2011
Gravadora: EMI Music
Faixas:

1 - What’s My name
2 - Universe
3 - Survive
4 - Chillin’ Chillin’ Money Blue$
5 - I Love You, I Love You, I Love You, And I Hate You
6 - Gravity
7 - Moon
8 - We Love You
9 - S.M.F.B
10 - Futuristic Love

O álbum já pode ser encomendado em vários sites.

Fonte:
JaME Brasil

8 de dez de 2011

Na faixa de pedestre

No Japão sabia que tem gente que acelera o passo quando está atravessando a faixa de pedestre? Mesmo sabendo que o sinal de pedestre está verde. Isso é muito comum de acontecer porque alguns motoristas irresponsáveis ficam praticamente em cima da faixa, fazendo pressão para o pessoal passar logo. Muito ruim não? Eles estão no direito e ainda precisam ficar preocupados com essas situações, é demais!

Portanto se algum de vocês um dia for lá, fiquem sempre atentos quanto a isso e claro procurem entender com funciona o trânsito que é um pouco diferente de alguns países, para que nenhum acidente aconteça!
Fonte: muitojapao

6 de dez de 2011

Saúde,cidadania e educação nas escolas japonesas!


Como os estudantes japoneses passam a maior parte do dia no colégio, diferente do Brasil que é só meio turno...no Japão os alunos almoçam e limpam a escola! O almoço é bem barato, e em algumas situações os próprios alunos que servem a comida! Por exemplo, um grupo vai ser encarregado de servir o almoço para os colegas durante aquela semana, e na outra semana, outro grupo vai ser responsavel pela distribuição! E não a problema em repetir, mas primeiro você precisa esperar todos se servirem, para ai sim ir se servir novamente. Então todos sentam, e dizem juntos ITADAKIMASU(Eu agradeço pela refeição) e começam a comer. Depois que todos terminarem, dizem GOTISOUSAMA, que é algo como ''Obrigado pela refeição''. Então cada um pega seu prato e entrega para os alunos que serviram a comida, que vão ir limpar e guardar a louça!
Desde pequenos, os alunos aprendem a trabalhar na escola
E também, são os alunos que limpam as salas, corredores e banheiros. Geralmente isso é feito em grupos, onde cada escola escolhe um determinado horário para isso. Caso algum aluno tente escapar desse tipo de atividade, que acontece às vezes, ele com certeza será chamado atenção pelo direitor do colégio e em algumas situações os pais são chamados para conversar sobre a atitude do filho(a).
Alunos limpando o chão da escola, desde pequenos.
Limpando os banheiros...
Eu sei que para nós brasileiros, isso pode ser visto de uma forma diferente. Mas na minha opinião a atitude dos colégios incentivarem sempre esse tipo de atividade, beneficia muitos os próprios alunos, pois vai ajudando muito na formação pessoal de cada um, mesmo que alguns não gostem no futuro irão perceber que tudo aquilo que eles fizeram no colégio foi extremamente importante. 
Fonte:cosmopax

3 de dez de 2011

A verdade sobre os cães no Japão

Foto retirada do lostinjapan
No Japão é muito difícil encontrar cachorros nas ruas, mas se você pensa que isso é bom, irá ficar chocado quando souber a verdade por trás disso.

Alguns donos realmente amam o seu cachorro, mas a maioria tem somente por modismo. Pois é, e como moda dura pouco, muitos acabam sendo sacrificados por eutanásia, paga por seus próprios tutores ou abandonados nos canis municipais.

Os muitos que não conseguem ser encaminhados para ONGs, que tentam salvar a vida dos animais, acabam morrendo na câmara de gás.

Isso é muito triste, decepcionante, eles não são brinquedos, também são seres vivos, se a maioria dos japoneses compram só por comprar, poxa melhor pensar duas vezes, ao fazer um absurdo desse né!?Abaixo vocês podem ver um vídeo, onde o nosso parceiro Márcio, dono do CrazyJapanTV conta tudo isso e muito mais, e depois que ele fala, passa realmente uma cena chocante do local onde os cachorros são exterminados, portanto *SÓ ASSISTAM SE REALMENTE AGUENTAREM, SE VOCÊ SABE QUE NÃO AGUENTA VER ESSE TIPO DE COISA, ASSUMAM A PRÓPRIA RESPONSABILIDADE DE ESTAR VENDO, ESTOU LOGO AVISANDO!!!
Fonte: anda

1 de dez de 2011

Centro Nacional de Arte de Tóquio

Inaugurado no dia 21 de janeiro de 2007, o centro Nacional de Arte de Tóquio (NACT) é o maior museu do Japão e considerado um dos mais modernos do mundo. O museu foi projetado pelo arquiteto Kisho Kurokawa, que já foi prestigiado com vários prêmios de arquitetura.

Localizado no centro de Roppongi, o bairro cultura por excelência de Tóquio, tem um espaço de 48 mil metros quadradados, comportando 12 galerias de exposição( 14 mil metros quadrados). A fachada ondulada de vidro transparente no horizonte visual do visitante.


No átrio destacam-se dois gigantes cones invertidos com cafeterias e restaurantes no seu topo. A iluminação é regulada de acordo com o movimento do visitante e a limpeza é robotizada. O museu é definido como "superinstalação funcional", pois todas as paredes são amovíveis e que permite a mudança de obras em exposição sem que o visitante perceba. E ainda possui uma biblioteca, auditório que suporta 300 pessoas e uma loja.
A expectativa esperada por ano é sempre de mais de 1 milhão de pessoas
A edificação do NACT estendeu-se por quatro anos e custou 223 milhões de euros.
Confira um vídeo mostrando esse belíssimo museu:
Fonte: uminuto

27 de nov de 2011

Japão em 1º lugar na expectativa de vida

De acordo com o último estudo realizado pela OCDE, o Japão é o país com maior expectativa de vida do mundo com 86.4 anos, enquanto a Espanha ficou em segundo com 84.9 anos. Provavelmente dois elementos que garantem os dois países no topo é uma dieta saudável e claro um bom sistema de saúde. Confira a tabela abaixo:

Life Expectancy

Mas ai eu pergunto, e o nosso país em que posição se encontra?

Fonte:kirainet

25 de nov de 2011

Burogu no ichinenkan omedetou gozaimasu

O título dessa postagem significa: Parabéns por 1 ano de blog! Pois é pessoal demorou mais chegou, em pensar que logo no início não acreditava que essa idéia de juntar as matérias e notícias mais interessantes sobre o Japão em um só lugar daria certo. 

Tudo começou em 2009, quando tive a idéia de criar um fotolog. Fiquei com ele ativo durante uns 6 meses ou mais, mas como era muito limitado o acesso, só poderia comentar quem tivesse conta, foi dai que preferi em 26 de novembro de 2010 fazer um blog e utilizar o twitter para divulgá-lo.  Logo no ínicio foi bem difícil ficarmos conhecido, mas a medida que os meses foram passando, conseguimos graças a Deus atingir a todos vocês que gostam muito do Japão, e claro também conseguir fazer aqueles que não conhecem o Japão conhecerem. 

Não ganhamos nada com o que fazemos, somos apenas fãs, o nosso pagamento é saber que vocês estão gostando do nosso trabalho. Esperamos que cada vez mais, vocês participem, conversem e se divertiam conosco. Quero agradecer de todo coração a todo o apoio que vocês vem nos dando, e que esse seja apenas o primeiro de muitos aniversários, que poderemos comemorar junto com vocês!

Kagome Kagome

É uma brincadeira folclórica japonesa infantil, podemos denominar como uma canção de roda. A brincadeira funciona da seguinte maneira: uma criança é escolhida para ser o oni(ogro), a pessoa que vai sentar com os olhos fechados no meio da roda, enquanto as outras crianças cantam a música. No final, o oni tem que adivinhar quem está atrás dele. Se acertar, ele troca de lugar e a outra criança se torna o novo oni. 

Essa é a canção:

Kagome kagome kago no nak no tori wa
Itsu itsu deyaru yoake no ban ni
Tsuru no kame ga subetta
Ushiro no shomen daare.

Kagome, Kagome, o pássaro em uma gaiola,
Quando você vai se libertar? Na noite de madrugada.
O grou e a tartaruga escorregaram.
Quem está atrás de você agora?

Por Kagome não ter nenhum significado em japonês ou chinês, a música acaba não tendo sentido algum. No entanto a palavra sendo dividida em duas tem: "Kago" significa gaiola, enquanto "me olho ou visão. A canção está relacionada ao bodhisattva, conhecido como Ksitigarbha, tido como guardião das crianças e com seus ritos.

Dizem que a criança representa o oni, incorpora o bodhisattva ou a divindade guardiã, após a canção, caso ela consiga adivinhar quem está atrás dela sem olhar, sinal que o ritual obteve sucesso.
Fonte: aoikuwan.

23 de nov de 2011

Mulheres alcoólatras aos 20 anos!?

O Alcoolismo é uma história familiar antiga que preocupa a todos. No Japão isso não seria diferente, ainda mais porque a maioria das alcoólatras são jovens mulheres.

Em 2008, o Ministério da Saúde divulgou estatísticas mostrando o número de mulheres que bebiam - não necessariamente em excesso - havia subido quatro vezes em 40 anos. Hoje, entre as pessoas em seus 20 e poucos anos, as mulheres bebem muito mais do que os homens - 90,4% versus 83,5%, respectivamente.
Foto meramente ilustrativa(não ter nada haver com  a história que será contada)

Em uma matéria de uma revista de alcoolismo o especialista Dr.Akiyoshi Saito, afirmou que as mulheres têm capacidade consideravelmente menor que a dos homens em relação a bebida. "Um homem que bebe três garrafas grandes de cerveja todos os dias pode se tornar um alcoólatra em 15 anos", disse Saito. "A mulher bebendo nesse ritmo tem uma boa chance de se tornar um alcoólatra em sete ou oito anos."

“Nas mulheres, o alcoolismo aparece com grandes perdas , como o término de um namoro, divórcio, entre outras coisas.."

Um exemplo de uma garota, que não irei falar o nome por questões de ética, começou a beber depois de ter perdido seu cachorro. Aos 18 anos, ela estava começando a universidade em Tóquio, e depois de ter começado sua vida como graduanda, festas, amigos, acabou esquecendo do seu amigo, o cachorro, que sempre esteve ao seu lado. Certa noite ao chegar em casa, o encontrou morto. Ela se sentiu não só perdida, mas também culpada. E foi à partir dai, que ela começou a beber e quanto mais ela bebe, mas ela se sente bem, pois como todos que bebem, fazem isso para esquecer os problemas.

Passaram-se alguns anos e ela se graduou e conseguiu um trabalho. Mas depois ela percebeu que não conseguia encarar as pessoas sem o álcool. Então mesmo no trabalho, passou a beber no banheiro, e toda vez que ela fazia isso, a memória dela brincava com ela. Foram se repetindo inúmeras vezes, ela foi perdendo clientes, reuniões, e depois ela decidiu se demitir. Um dia ela acordou em um hospital, sem ter a menor idéia de como ela chegou ali. Médicos falaram que ela foi levada para o hospital depois de ter desmaiado no trem.

 Isso foi a 2 anos atrás, hoje depois de ter passado por todo tratamento, ela se tornou uma nova pessoa.E como mensagem pra todos ela disse: "É um mundo cruel de prazer e dor profunda, não vale a pena entrar nessa, não só as garotas, mas todo mundo tomem cuidado!"

Fonte: japantoday.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...