27 de jun de 2012

Mélanges, miscelânea.

Yo, minna! Tudo bem com vocês? Andei meio sumido, mas é a universidade sugando minha energia vital... Em fim, aqui é o Emmanuel com um post um pouco diferente.

Recentemente uma amiga minha, a Pri Kuwer, conhecer o nosso blog e gostou dele. Achando ele interessante, decidiu postar a respeito no Mélanges, o blog dela.

Não costumamos propagandear blogs, eu sei, mas como achamos legal a iniciativa dela decidimos falar um pouco do blog dela. Isto ficou ao meu encargo, já que eu já conheço o blog dela. Hm... Vocês não se importam, né? Vale a pena dar uma conferida.



Mas o que é o Mélange? É um blog de diversidades, o nome inclusive é a palavra francesa para miscenânea. O blog é uma iniciativa da Pri Kuwer, ex-colega e amiga aqui das minhas terras geladas do sul do Brasil, haha. Ela é gaucha e começou o blog no finalzinho de 2009, assim como o Vitor quando começou o Japan, ela postava calmamente sobre o que ela gostava. O blog foi crescendo e ela acabou decidindo divulgar mais. Ele acabou também sendo dividido em seções com assuntos mais específicos e hoje conta com posts diários e 8 consultores das áreas do blog.

Quais os assuntos do blog? Bem, basicamente são:

- Para ver (Filmes, séries e fotos)

- Para ouvir (Músicas e bandas)

- Para ler (Livros, mensagens e diário da autora)

- Para saber (Saúde, moda, casa e fofocas)

- Para rir (Cômico)

- e o 'Nada disso?' (Outros  e antigos)

Pessoalmente o que mais me chama a atenção são o Para ver e o Para ouvir, mas muitas coisas interessantes rolam nas postagens das outras áreas.
Logo que se vê o Mélanges pela primeira vez, pode-se imaginar que seja um simples blog para meninas, mas não vou mentir, vai mais além... O quanto? Bem, só dando uma conferida para saber.

Quer um primeiro post para ler?

Recomendo, é claro, o post sobre o nosso blog:
 

 O que mais eu poderia indicar? Entre várias coisas, aí vai:

Curiosidades: 12 Datas Comemorativas Diferentes
http://melanges.com.br/12-datas-comemorativas-diferentes/

Smartphone com tela em Braile
http://melanges.com.br/smartphone-com-tela-em-braile/

Uma das minhas favoritas - Pensar em Outro Idioma te Ajuda a Tomar Decisões Racionais

http://melanges.com.br/pensar-em-outro-idioma-te-ajuda-a-tomar-decisoes-racionais/

Vamos entender nossos sonhos? (Este inclusive é de uma amiga minha que ajuda como consultora lá)
http://melanges.com.br/vamos-entender-nossos-sonhos-2/

Bem, é isso... Depois que conferirem comentem o que acharam, que tal?



Tenham todos um bom resto de semana.

E, ah, quem sabe esta não seja a última aparição que eu farei falando de outro blog, haha. ;P

25 de jun de 2012

Uwagutsu

Uma foto como essa para você que assiste muito anime e dorama não é nada estranha. No Japão é uma cena comum de se encontrar quando os alunos entram no ensino médio.
Os estudantes japoneses ao chegar no colégio devem guardar os seus sapatos em algum espaço da estante que pode-se encontrar próximas as suas salas de aula e colocar o "uwagutsu" (Figura 1), neste caso iremos traduzir como sendo um chinelo ou sandália macia. E sim mesmo você sendo um estrangeiro, supondo por exemplo que você esteja fazendo intercâmbio por lá deve seguir as regras, achando desnecessária ou não esta ação.
Figura 1


Mas ai eu te pergunto, por que vocês acham que eles têm esse costume?
Fonte:alafista

20 de jun de 2012

Aniversário e Comemorações

Segundo as crenças japonesas, algumas idades são considerados idades de azar ou até mesmo perigosas, enquanto outras são totalmente dignas de comemoração. São celebradas cerimônias e rituais especiais, a fim de afastar a má sorte ou para trazer boa sorte durante essas idades.
Conheça essas comemorações nos costumes japoneses:


Shichi Go San
Shichi Go San (七五三) ou o Festival “Sete-cinco-três”, é comemorado no dia 15 de novembro. Neste dia, os meninos de cinco e sete anos de idade, as meninas de três e cinco anos de idade, vestidos com quimonos são abençoados por um sacerdote xintoísta para ter saúde e bem-estar. Inicialmente acreditava que as crianças dessas idades em particular são consideradas na numerologia japonesa, por serem números ímpares, como sorte. O respeito tem vindo a ser considerado como um rito de passagem importante, pois representa a elevação da criança a“homenzinhos” e “adoráveis mulheres”.


Seijinshiki
Aos 20 anos os japoneses (homens e mulheres) comemoram a maioridade. Essa celebração se chama Seijinshiki. Apenas os nobres e ricos o celebravam até o século 19. A data começou a ser celebrada pela população em 1947, no dia 15 de janeiro. Em 99, com a mudança da lei que define os feriados, a data passou a ser móvel. Atualmente é comemorada nas segundas-feiras mais próximas do dia 15.
Na maioria das regiões a cerimônia é realizada nas prefeituras e ginásios de esporte municipais. As mulheres costumam se vestir com o furi-sode, quimono colorido para solteiras, e os homens se vestem com ternos, mas também usam o hakama (parte de baixo do quimono que se parece com uma calça).


Yakudoshi
Acidentes, período de azar e inferno astral estão relacionados ao Takudoshi. Para aqueles que estão nas idades consideradas críticas (Yakudoshi), é preciso muito cuidado. Essas idades variam um pouco conforme a região do Japão, mas normalmente, para os homens, são os 25, 42 e 61 anos e para as mulheres, os 19, 33 e 37 anos.
Os homens devem tomar um cuidado maior com os 42 anos,idade conhecida como “Taiyaku” ou “Hon’yaku” (mais perigosa),cuja leitura em japonês dos números 4 e 2 (“shi” e “ni”), juntos, formam a palavra morte. Já as mulheres têm que redobrar a atenção aos 33 anos, já que os números 3 e 3 (san san) remetem a dificuldades. No que depender da junção dos números 1 e 9 (juu ku), grande sofrimento acometerá o sexo feminino aos 19 anos.
O ano anterior ao Yakudoshi, chamado Maeyaku, e o posterior, Atoyaku, também são considerados perigosos. Para a contagem da idade crítica, deve-se considerar o Kazoedoshi, isto é, um ano a mais à idade da pessoa.
Os japoneses costumam organizar festas no período anterior (Yakuire) e posterior (Yakubarai) ao Yakudoshi, como forma de reunir energias positivas para enfrentar o período. Yakuire é a festa que familiares e amigos oferecem à mulher aniversariante que completa 33 anos e ao homem, na comemoração de seus 42 anos. Na ocasião, o aniversariante tem que usar trajes do sexo oposto para “enganar o azar”.
O aniversariante também deve usar roupas vermelhas para trazer boa saúde, vitalidade e vida longa.


Kanreki
Para os homens, o 60 º aniversário é chamado kanreki, o conhecido como “segunda infância”. Os caracteres japoneses no kanreki palavra literalmente significa “retorno” e “calendário”. O calendário tradicional, que foi baseado no calendário chinês, foi organizada em ciclos de 60 anos. O ciclo de vida retorna ao seu ponto de partida em 60 anos.
Tradicionalmente, os amigos e parentes são convidados para uma festa de comemoração de um aniversário do 60. É habitual para o celebrante a dar uma capa vermelho e vestir um colete vermelho. Estas roupas geralmente são usadas por bebês e isto simboliza a volta do celebrante ao seu nascimento.












 Fonte: Virtual Flavor

13 de jun de 2012

Maneki Neko

 Entre os mais conhecidos talismãs está o Maneki Neko, um gato com uma pata levantada. Esta figura é vista no Japão como símbolo de boa sorte, acenando para a prosperidade e sucesso nos negócios, com a sua pata curvada.
Há muitas histórias que cercam a origem do gato acenando, talvez a mais popular é a Lenda do Templo Gotokuji.
Essa história, ocorre no início do Período Edo (1603 – 1867), fala de um padre local, que cuidou do templo Gotokuji, em Tóquio e tinha um gato.
Apesar da sua pobreza, o padre muitas vezes dividia sua comida limitada com seu gato.
Um dia, durante uma tempestade, um samurai que se abrigava sob uma árvore perto do templo, viu o gato do padre, aparentemente, acenando para que ele, e chamando-o para se abrigar no templo.
Assim, logo que ele aproximou-se do gato, um raio atingiu a árvore que tinha sido seu abrigo e ele estava embaixo, fazendo-a cair ao chão, onde ele estava exatamente em pé.
Grato ao gato que tinha salvado sua vida, o samurai que era muito rico, recompensa o templo com manutenção e adota como seu lugar de culto e da sua família.
Quando o gato morreu, foi honrado por mérito e enterrado em um cemitério especial, e em cima do seu túmulo colocada uma estátua que foi feita à sua semelhança, iniciando assim a imagem do gato de sorte que hoje conhecemos.
Da lembrança de Goutokuji até os dias de hoje o Maneki Neko mudou bastante e atualmente ele é fabricado com algumas particularidades:

    • Uma moeda dourada chamada Koban. Usada no período Edo, esta moeda valia 10 milhões de ryô.
   • Um colar vermelho. Durante o período Edo, o gato era um animal de estimação muito caro e as mulheres ricas da época enfeitavam seus gatos com um colar vermelho feito de hichirimen (uma flor vermelha) e um sino para saberem por onde andava o gato.
   • Um avental. Provavelmente relacionado com o Jizo Bodhisattva, protetor das crianças mortas e das gestantes.
   • Diversas cores com seus significados, por exemplo: branco (pureza), preto (saúde e espantar maus espíritos), vermelho (proteção, espantar maus espíritos e saúde), dourado (riqueza), rosa (amor), roxo (força artística) e verde (força nos estudos).

A cor do gato, seu vestuário e qual da suas patas é levantada, e mesmo a altura em que a pata é levantada, tudo tem um significado.




12 de jun de 2012

Namoro no Japão


É verdade que os japoneses são mais tímidos, que não têm a lábia dos brasileiros na hora de paquerar. Também é verdade que alguns se sentem envergonhados de andar pelas ruas de mãos dadas e mais ainda de dar um beijinho de despedida em público. 

Mas é mentira essa história de que os japoneses são sempre frios e machistas. Talvez, eles apenas prefiram se expressar com gestos e atitudes ao invés de palavras. Apesar de alguns falarem Eu te amo e Tô com saudade sim!
Essa é uma caractéristica dos japoneses. Não é comum apresentar a namorada aos pais, a não ser que o namoro seja muito sério. Tem gente que namora anos, termina e os pais nem ficam sabendo.


Fonte:blogmeujapao

7 de jun de 2012

As 5 melhores universidades do Japão



  1. Universidade de Tóquio – (Tokyo Daigaku) é conhecida por suas grandes pesquisas, teve a honra de ter 15 ministros do Japão formados nela. E ainda é representante no comitê nacional como sendo a a universidade da ciência e dos estudos das previsões dos terremotos. 
    University of Tokyo
  2. Universidade de Kyoto – (Kyoto Daigaku) é a segunda universidade mais antiga do Japão e já foi uma das universidades imperiais japonesas.  Entre seus alunos e docentes foram conquistados 6 Prêmio Nobel e 2 medalhas entre competições universitárias.
  3. Universidade de Osaka – (Osaka Daigaku) é a sexta universidade mais antiga do Japão e juntamente com a universidade de Tóquio é um das grandes instituições de pesquisas e muitos dizem ser a universidade mais difícil de entrar.
  4. Universidade de Nagoya – (Nagoya Daigaku) é uma das universidades mais prestigiadas do Japão e é considerada a "Escola de Direito". Sendo muito seletiva com os alunos que escolhe. 
    Nagoya University
  5. Universidade de Tohoku – (Tohoku Daigaku) é a terceira universidade imperial no Japão e uma das treze universidades selecionadas pelo governo para liderar a internacionalização da educação do ensino superior no Japão. Ela oferece cursos internacionais completamente ensinando completamente em inglês, tanto a nível de graduação como pós-graduação. O departamento de radiologia que se encontra na universidade está mais ativo desde dos acontecimento na usina de Fukushima em 11 de março do ano passado. E dos melhores centros de pesquisas que ela possui é o de previsões de terremotos e erupções vulcânicas
    Tohoku UniversityVocês podem ver as posições que se encontram as universidades japonesas no ranking mundial das 500 melhores: Aqui.
Fonte: japanitup

5 de jun de 2012

Bakeneko

O Bakeneko (化け猫 "Gato fantasma") é um gato com habilidades sobrenaturais parecidas com as de uma Kitsune ou de um Tanuki.
Os gatos sempre despertaram a curiosidade e a imaginação das pessoas. No Japão existem várias lendas sobre esses animais, incluindo o Maneki Neko, aqueles gatinhos com as patas levantadas que todo mundo já teve ou quer ter.

As lendas sobre os Bakenekos são diversas. Dizem que há quatro modos de um gato virar um Bakeneko:

    Ficando grande demais
    Ficando velho demais
    Ficando preso por um determinado tempo
    Tendo uma cauda muito grande    
                    
No quarto caso, a cauda do bakeneko se divide em duas, e ele passa a se chamar Nekomata (猫又). Tendo os seus poderes incrivelmente ampliados.
Os japoneses são extremamente supersticiosos quanto a esses seres, e chegam a cortar as caudas dos gatos quando filhotes. Existe até uma raça chamada bobtail, tipíca do Japão, que tem um rabo extremamente curto por natureza.

Um Bakeneko pode chegar a 1,5 m de comprimento, sem medir a cauda. Entre as habilidades do Bakeneko, podemos listar o poder de criar bolas de fogo, andar sobre duas patas — dizem que ele gosta de andar sobre duas patas e dançar com os mortos, e então os manda assombrar casas — e se transformar em humano. Ele também, se pular sobre um cadáver, pode trazê-lo de volta à vida. O Bakeneko pode até se transformar em seu dono e devorá-lo, assumindo o lugar deste. Eles são hostis e assombram as casas onde são mantidos.
Uma das lendas sobre este monstro é que ele tem as extremidades do corpo envolto em chamas. O bakeneko é muitas vezes ligado a incêndios misteriosos em casas onde havia indícios de existir gatos.

Apesar dessa conotação negativa, nem todos os mitos sobre Bakenekos os retratam como maus. De fato, existem histórias de Bakenekos fiéis aos seus donos, como o gato de um sacerdote budista que o ajudou a salvar seu templo da falência, ou o gato de uma geixa que a salvou de uma cobra venenosa. No entanto, apesar dessas qualidades positivas, a natureza animal e sobrenatural fazem do Bakeneko um ser perigoso e vingativo, mesmo em suas versões mais benevolentes.




3 de jun de 2012

Educação no Japão, novidades?

O ministro da educação esta planejando possibilitar a estudantes do segundo grau com excelentes históricos escolares a inciarem uma graduação após apenas dois anos de ensino médio, dizem fontes.

O sistema visionário vai ser parte de esforços do governo para produzir uma nova geração de elite de pessoas de negócios, acadêmicos e cientistas que 'vão continuar o sucesso internacional do Japão' em uma variedade de campos, novamente de acordo a fontes.




Estudantes que demonstram aptidões em áreas como ciências e tecnologias especialmente se beneficiariam deste novo sistema, disseram.

De qualquer forma, espera-se que este sistema sejá criticado como sendo elitista acima de tudo e com um potencial de resultar em alguns pais botando pressão excessiva nos seus filhos a serem excelentes na escola, de acordo com especialistas. Não que seja muita novidade no Japão.

Já existe a possibilidade de pessoas com grandes notas serem aceitas em universidades após completar dois anos do segundo grau (high school), mas eles precisam passar por uma série complicada de processos para fazer isto. Além do que, eles são vistos como reclusos sobre o rígido sistema educacional.
O resultado disto é que apenas 100 estudantes entraram em universidades após dois anos do ensino médio desde 1998 e eles tem sido aceitados por apenas 6 instituições.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...