31 de dez de 2012

Comemorações do ano novo


Diferente do Natal, o Oshogatsu (Ano Novo) é a data mais importante no calendário japonês, pois é festejada com diversas práticas tradicionais que se prologam por vários dias. Toda preparação para  esta celebração se inicia no mês de dezembro. 

É importante enfatizar o forte cunho religioso incorporado as celebrações. Tudo começa pelo "osoji", a faxina geral que deve ser feita até o fim do ano, a intenção é de não só limpar o espaço físico mas também espiritual. Afinal o Oshogatsu é o marco zero para a renovação e recomeço.

A volta a terra natal para passar com os familiares o ano novo também é muito comum. Nesta época os meios de transportes entre as províncias praticamente ficam lotados, o que dificulta bastante a sua locomoção se não adquirir as passagens com antecedência.

Passagem do Ano

Para os budistas, à meia-noite há a cerimônia Joya-no-Kane*(vídeo abaixo), que consiste em 108 baladas dos sinos dos templos japoneses para comemorar a passagem do ano novo. Os japoneses acreditam que estas badaladas servem como uma despedida das aflições que sofreram no ano anterior.

* Na noite do dia 31 de dezembro, muitos japoneses vão aos templos para assistir esta cerimônia. De acordo com a crença budista, as 108 badaladas representam os 108 pecados do homem, e ao tocar o sino esses pecados são afastados, a fim de que o homem possa entrar purificado no novo ano.
Muitas famílias também passam o ano novo assistindo o tão famoso programa musical, Kohaku Utagassen, que já se tornou uma tradição no Japão.
Na véspera do ano novo, as famílias costumam também se reunir para comer o Toshikosi-sobá - literalmente macarrão de passagem de ano. Costume esse que começou  no período Edo (1603-1867), quando as pessoas acreditavam que o mesmo ajudava a atrair dinheiro. Mas na verdade hoje, por ser fino e longo, simboliza longevidade, porque lembra a barba e cabelos brancos dos deuses da longa vida.

Osechi Ryori - refeição dos primeiros três dias do ano

A tradição de comer esta refeição começou há muito tempo atrás no período Heian ( 794- 1185) onde originalmente os pratos eram servidos como uma oferenda aos deuses. Atualmente, é a refeição especial que os japoneses saboreiam no três primeiros dias do ano, e não há como confundi-lá pois são comumente encontrados em caixas semelhantes ao do obentô.

O preparo dos Osechi Ryori variam de regão para região mas  todos independente de como for feito simboliza algo relacionado com boa sorte ou felicidade.
Hatsumode - a primeira visita ao templo budista ou santuário xintoísta

Nas primeiras semanas do mês de janeiro, milhares de japoneses costumam visitar os principais santuários do Japão. O objetivo dessa visita é rezar por saúde e felicidade no ano que está se iniciando. Além de rezar o hatsumode, principalmente para os jovens é momento de descontração, onde eles podem vestir coloridos quimonos e passear com seus familiares, amigos ou namorados(as)...
Kakizome - primeira caligrafia do ano

Logo no início do ano muitos japoneses pegam um papel branco e escrevem cuidadosamente, com pincel japonês e tinta nanquim, um poema ou uma frase clássica que represente o ano novo para eles.
                                            
Hyakunin Isshu
Jogo de cartas típico do Ano Novo. As cartas têm impressas uma coleção de 100 famosos waka (poema clássico no formato tanka, 31 sílabas). São dois conjuntos de cartas: um com os poemas e outro com apenas as últimas 14 sílabas dos mesmos poemas.

A medida que o narrador lê um poema do primeiro conjunto de cartas, os jogadores devem escolher do outro conjunto a carta que completa o poema. Ganha quem apanhar mais cartas. 

Observando a maneira como os japoneses comemoram a passagem do ano, podemos compreender muito da filosofia de vida desse povo. Ainda há tempo para se misturar à multidão que visita os templos e imitá-los em seus rituais, renovando o espírito para o novo ciclo em nossas vida.

Otoshidama - Presente em dinheiro dado às crianças

Ansiosamente aguardado pelas crianças japonesas, o otoshidama é o presente em dinheiro que pais e parentes dão no Ano Novo às crianças, para que elas possam comprar algo que desejam. 
Essas tradições são alguns exemplos das diversas que são praticadas durante a passagem de ano no Japão, caso lembrem de alguma que não tenhamos abordado, fiquem à vontade para comentar! =)
Fonte: japaoonline

23 de dez de 2012

Natal no Japão

Diferente do Brasil o Natal no Japão não é tão comemorado e também não tem significado religioso justamente porque grande parte da população é praticante do Xintoísmo ou Budismo, exceto pelos cristãos estrangeiros residentes no país.

Nos dia 24 e 25 trabalha-se normalmente, principalmente porque para eles é apenas mais uma data marcada para aumentar as vendas do comércio. Mas também é possível encontrar decorações espalhadas pelas ruas e lojas e em algumas casas!
O comércio é bastante movimentado nesta época justamente porque pais costumam dar presentes aos seus filhos e filhas, os namorados costumam levar suas namoradas  para jantar em locais mais caros, viajar, enfim curtir bastante a dois mas também ao estilo Valentine's Day ou o White Day e também porque todos consomem bastante...
Por lá não há ceias em família, nem almoço natalino ( *exceto os católicos como comentado anteriormente). O que há de tradição é comer frango frito e bolos decorados, que geralmente são logo encomendados no mês de novembro!

Apesar do Natal  no Japão não ser comemorado da mesma forma que no Brasil, por influência de estrangeiros, com o passar dos anos mais e mais japoneses tem demonstrado muito interesse em entender o real significado da data!

Para concluir, trouxe um vídeo onde a nossa querida Hiroko mostra exatamente algumas coisas que acabamos de falar sobre o Natal no Japão, espero que gostem =) :

11 de dez de 2012

Hitodama

 

Para você que costuma assistir animes ou mangás que abordam o tema de espíritos e youkais, a imagem acima não é nada estranha não é verdade!? 

A imagem acima ilustra a  (Hitodama - 人魂, ひとだ- alma humana). De acordo com a mitologia japonesa, a Hitodama é representada na forma de grandes bolas de fogo flutuantes, de cor azul-claro. Ela pode ser vista pouco antes de uma pessoa morrer, quando o corpo está se tornando enfraquecido!

As Hitodamas normalmente são inofensivas, mas há também as que podem torna-se agressivas, principalmente quando a pessoa foi morta acidentalmente ou assassinada. Mas geralmente elas são retratadas como almas dos seres humanos infelizes que não consegem encontrar a paz depois de morrer.

E está lenda surgiu por causa dos gases flourescentes que podem ser visto nos túmulos dos cemitérios!
Fonte: otakulife1

6 de dez de 2012

Shochu

 
É uma bebida destilada com um alto teor alcóolico. Seu sabor difere muito dependendo da matéria prima utilizada e do processo de destilagem.
A principal diferença entre o Sakê e o Shochu: o primeiro é de arroz fermentado, o segundo destilado do trigo, batata doce, cevada e até mesmo do arroz.
Shochu tornou-se, de alguns anos para cá, uma bebida muito consumida, principalmente pelos jovens, superando até acima de 2 vezes o consumo de Sakê. Devido ao crescimento repentino do  consumo de Shochu, houve até a falta de matéria prima para sua fabricação.




2 de dez de 2012

Como comer com Hashi

Sei que muita gente que gosta da cultura japonesa já deve saber como usá-lo mas se você ainda não sabe não se sinta envergonhado, pois nunca é tarde para aprender, não é verdade?
E exatamente pensando em vocês, trouxemos alguns vídeos, onde é mostrado a maneira correta de comer com Hashi, esperamos que depois de assisti-los, não seja mais um desafio para vocês! Mas óbvio que é preciso praticar para aprender né? =)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...