26 de jun de 2013

HONEBANA e SHINSEKAI [TOUMEI HYOUHON]



A principio, o título pode levar vocês a imaginar um novo mangá ou anime... Mas a postagem de hoje é sobre artes.

HONEBANA 骨花 (Flor de Osso) e Shinsekai [Toumei Hyouhon] 新世界『透明標本』(Novo mundo [Espécie Transparente]) são projetos bem diferentes de dois jovens artistas japoneses. Pode-se dizer que eles trabalham de forma no mínimo interessante e esteticamente atraente a morte ou seus produtos.





HONEBANA
 Lótus
Flor de Cerejeira


SHINSEKAI [TOUMEI HYOUHON]
Rikugame
Jackson Chameleon



Em HONEBANA, Tokushige Hideki trabalha com a criação de esculturas de flores utilizando ossos. O trabalho é dividido em quatro etapas:

Tirar os ossos
Fazer flores
Capturar imagens
Quebrar as flores e retorná-las à Terra

Tokushige utiliza ossos e pele de ratos mortos que são vendidos em petshops para servirem de alimento para animais de estimação.
Mas, qual o motivo para utilizar um material tão singular?
Em um depoimento sobre seu trabalho, explica que a relação entre humanidade e ossos de animais como material de trabalho é algo que remonta ao começo de tudo. Comenta que os humanos costumavam fazer ferramentas e ornamentos de ossos e trabalhar com elas. Que nosso mundo é um mundo de produção e sempre foi.
Lembra também que flores são utilizadas para homenagear os mortos desde muitos séculos atrás. O ser humano consome carne e utiliza-se da pele de outros animais há séculos, mas os ossos não tem mais sido vistos no dia-a-dia, ainda assim voltaremos todos a ser apenas ossos e acabaremos voltando a ser parte da terra.
O rato congelado, que termina sua vida em uma gaiola estéril e que servirá de alimento para um animal de estimação, representaria também um senso de nossa visão moderna da natureza e da vida.


Já em SHINSEKAI [TOUMEI HYOUHON], Iori Tomita trabalha com corpos de animais mortos, deixando suas carnes e peles transparentes e seus ossos e cartilagens de cores vibrantes utilizando enzimas.
O trabalho de Tomita pode levar semanas para ser concluído, dependendo da complexidade e do tamanho do animal em questão.

Sobre seu trabalho, Tomita diz:
Eu crio espécimes transparentes como peças de trabalho que ajudam as pessoas a se sentir mais perto das maravilhas da vida.
As pessoas podem olhar para os meus espécimes como material acadêmico, uma obra de arte, ou até mesmo uma entrada para a filosofia. Não há limitação de como você interpretar seu significado.
Eu espero que você encontre no meu trabalho uma "lente" para projetar uma nova imagem, um novo mundo que você nunca viu antes.

Quer saber mais sobre estes artistas e seus respectivos trabalhos? Acesse os sites oficiais (disponíveis em Japonês e Inglês):

HONEBANA
Shinsekai [Toumei Hyouhon]

fontes: respectivos sites oficiais
fotos: respectivos sites oficiais


4 de jun de 2013

Ídolos, fãs e uma competição.

Quando um grupo de atrizes/cantoras iniciantes fez um apelo para seus fãs pedindo para que enviassem o máximo de tampas de garrafas de plástico possíveis, achava-se que o resultado não seria dos mais notáveis... Porém, imaginem a surpresa quando fãs apaixonados fizeram-se notar com mais de 100 MILHÕES de tampinhas.



No Japão, fãs com este nível de dedicação são conhecidos como "aidoru otaku", o que significa 'fanáticos por ídolos/estrelas'. O entusiasmo deles geralmente vai de fandoms ocasionais até o que pode-se chamar de obsessão. Mesmo assim, temos que admirar seu espírito de equipe.

Ídolos com pouco tempo de fama tiveram a chance, a partir de seus agentes registrados, de coletar tantas tampas ecologicamente amigáveis quanto possível em troca de uma ajudinha em direção à fama. A iniciativa foi parte de um processo maior de seleção para lançamento chamada "Eco Cap Collection Program". Em resumo, a ídolo que coletasse a maior quantia de tampas, em troca de seu esforço, teria a chance de debutar sobre os cuidados da companhia japonesa Hyadain. No total, cerca de 100 milhões de tampinhas foram coletadas, algo em torno de 2.3 toneladas.

O concurso estava aberto a qualquer um que estivesse registrado na agencia de talentos Alice Project, indiferente a idade ou nível de experiência. Para muitas estrelas em potencial que ainda não se destacaram é difícil ganhar o suficiente para se manter, uma oportunidade como está é única.

Durante a elaboração inicial do programa, ninguém previa o quão bem acabaria. Para a dizer a verdade, assim que o concurso foi lançado, o escritório da agência recebeu tantas tampinhas a cada dia que começou a ficar quase impossível trabalhar por lá. Como medida temporária, um teatro próximo à agência foi usado como local para armazenar as tampinhas.

Mas, qual o motivo de juntar 'tampinhas'? Coletar 860 tampinhas, gera renda o suficiente para uma vacina de prevenção ao polio. A quantia de vacinas possíveis de serem feitas como resultado deste concurso foi totalizada em 1.150 vacinas.

As tampinhas foram coletadas por uma contratada especial e ainda assim, quando vieram recolhê-las, trouxeram dois caminhões que não foram o suficiente. O processo de recolhimento acabou durando também mais do que o esperado.
Lição aprendida: nunca subestime o poder de torcida e a dedicação de fãs.

fonte: http://www.japantoday.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...